VIAJANDO NO TEMPO...e no espaço!

Maio 30 2015

PEDRO HISPANO MORREU HÁ 738 ANOS

João XXI.png

 Fez no passado dia 20 de maio 738 anos que morreu o único Papa Português, João XXI (há quem considere São Dâmaso o 1.º Papa Português, mas apesar de ter nascido no espaço que hoje é Portugal, naquele tempo era território do Império Romano). Pedro Hispano ou Pedro Julião nasceu em Lisboa em data que até hoje ainda não conseguiu averiguar-se com precisão. Efetivamente, na Idade Média, ainda não havia o rigor que se exigiu nos registos paroquiais após o Concílio de Trento, no contexto da Contrarreforma. Por isso, há muitas dúvidas acerca da data exata do seu nascimento como de muitas outras personalidades nascidas naquele período histórico, tanto no nosso país como noutros reinos europeus.

Pensa-se que seria filho de Julião Rebelo, membro nobre de uma família portuguesa. Segundo os mesmos biógrafos exercia a medicina, tal como viria a acontecer com seu filho.

Terá iniciado os seus estudos na escola episcopal que funcionava junto da Catedral de Lisboa, tendo mais tarde frequentado a Universidade de Paris (alguns investigadores afirmam que aí teve como professor S. Alberto Magno e, como condiscípulos, os ilustres cristãos S. Tomás de Aquino e S. Boaventura) onde estudou Teologia e Medicina. Interessou-se, particularmente, pela dialética, pela lógica e pela física e metafísica aristotélicas. Viria, ainda, a desempenhar a função docente na Faculdade de Medicina da prestigiada Universidade de Siena.

Pedro Hispano foi um sábio. Excelente em Filosofia, nas Letras (dominava bem as línguas grega e árabe) e nas Ciências Matemáticas, autor de obras da maior erudição, entre as quais é muito especial o tratado médico Thesaurus pauperum (Tesouro dos Pobres), muitas vezes reeditado e que terá sido traduzido em várias línguas, bem como o Tratado Summulæ Logicales de que se terão feito mais de 250 edições e traduzido para diversas línguas, nomeadamente para o grego e o hebraico.

Pouco depois de meados do século XIII, foi acumulando importantes cargos eclesiásticos, como é o caso de ter sido eleito decano da Sé de Lisboa, Prior da Igreja de Santo André de Mafra por vontade do Rei D. Afonso III, Cónego da Sé de Lisboa, Tesoureiro-mor da Sé do Porto, Prior da Colegiada Real de Santa Maria de Guimarães e Arcebispo de Braga.

Em 1274 participa no XIV Concílio Ecuménico de Leão, altura em que o Papa Gregório X o promove a Cardeal-bispo o que faz com que passe a residir na Santa Sé, tornando-se o médico particular do Papa.

A sua eleição como Papa decorreria no conclave que se realizou na cidade italiana de Viterbo, após a morte do Papa Adriano V, no dia 18 de agosto de1276, um período bastante perturbado por diversas tensões políticas e religiosas. Seria eleito Papa no dia 13 de setembro e iniciado o seu pontificado a 20 de setembro de 1276, com o nome de João XXI.

Apesar de ter sido Papa por um curto período de oito meses certos (até 20 de maio de 1277) há quem o tenha considerado um bom Papa, até porque se mostrou um incansável defensor da paz entre Reinos e Povos, tornando-se um autêntico precursor do ecumenismo, chegando a receber uma embaixada dos Reis Tártaros, com quem consolidou as relações de amizade, que já vinham desde Gregório X.

Na mesma cidade onde tinha sido eleito Papa há escassos oito meses, aí haveria de morrer também. Há alguns historiadores que envolvem a sua morte em sérias suspeitas, mas a verdade oficial é que morreu na sequência de um acidente, quando visitava, em Viterbo, o quarto do Palácio, que mandara construir e porque tinha sido concluído há pouco, resolveu visitá-lo. Em má hora o fez, porque o edifício desabou em cima dele, ferindo-o gravemente, pois viria a falecer apenas seis dias depois. Seria sepultado na igreja catedral de S. Lourenço, em Viterbo. No século XVI o seu corpo seria trasladado para outro túmulo, mas em 20 de março de 2000, por influência da Câmara Municipal da sua terra natal, o seu mausoléu teria maior dignidade ao ser colocado ao lado do Evangelho da Catedral de Viterbo.

Português de grande destaque (médico, filósofo, professor, teólogo e matemático), o seu nome ainda hoje é badalado de Norte a Sul como importante nome dado a Hospitais (designadamente o Pedro Hispano, em Matosinhos), Institutos (Instituto Pedro Hispano, em Granja do Ulmeiro, Soure) ou topónimo urbano (como a Avenida João XXI, em Lisboa).

publicado por viajandonotempo às 22:09

Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


ÍNDICE DESTE BLOG:
Tags

todas as tags

pesquisar
 
mais sobre mim
contador
blogs SAPO