VIAJANDO NO TEMPO...e no espaço!

Agosto 02 2013

A INTERVENÇÃO NO EDIFÍCIO DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE ERMESINDE É URGENTE



 

 

Como membro da Assembleia de Freguesia de Ermesinde propus, na última sessão (28 de junho de 2013), uma moção, sobre o abandono a que foi votada a Escola Secundária de Ermesinde, cujo texto aqui deixo, e que mereceu a aprovação por unanimidade, dos deputados de todos os grupos políticos com assento naquela assembleia.


«Apesar das diversas tentativas da Direção da Escola, da Associação de Pais, da Junta da Freguesia, da Câmara Municipal, das Assembleias de Freguesia e Municipal, no sentido de se encontrar uma solução possível para a melhoria das condições da Escola, ainda não conseguimos "ver a luz ao fundo do túnel".
Abandonada que foi a promessa de uma Escola de Luxo, resta-nos apenas aguardar um milagre.
Acreditamos que os erros cometidos têm de ser reparados mas por favor não façam os alunos pagar por esses erros.
O desinvestimento na Escola Secundária de Ermesinde está a atingir proporções danosas.
Uma escola que se espera que seja para todos está agora a tornar-se numa escola para aqueles que não encontram alternativas.
É desumano manter os alunos naquelas condições. Há 30 anos a Escola Secundária de Ermesinde era e ainda hoje é, conhecida como “armazém das batatas”. Hoje esta a tornar-se num "barracão”.
Entendemos a crise e todos os argumentos que possam ser usados para adiar o investimento porém, estamos a chegar ao limite.
As instalações e equipamentos não estão minimamente à altura da qualidade do ensino e do acompanhamento prestado aos alunos. A comunidade educativa, que dá diariamente o seu melhor, merece outra atenção!
Vemos os nossos alunos a procurar alternativas nos concelhos vizinhos pois não reunimos condições mínimas para que a escola tenha um espaço agradável. A degradação do imóvel com consequências na salubridade dos espaços põe em causa a saúde dos alunos e até a qualidade do ensino.
As inúmeras diligências levadas a cabo pelos Pais, pela Escola, pela Câmara Municipal, pela Assembleia Municipal, pela Junta da Freguesia, pela Assembleia de Freguesia recebem sempre como resposta: “Está nas nossas prioridades”.
Chega de adiamentos sucessivos. A comunidade escolar não quer uma escola nova.
A Comunidade necessita urgentemente de uma escola com condições mínimas para que seja devolvida a dignidade à Escola Secundária de Ermesinde.
Abdicamos de projetos pagos a preço de ouro, de sistemas de climatização que rebentam orçamentos. Os jovens de Ermesinde também são gente! Ermesinde quer continuar a acolher os seus jovens e garantir-lhes condições para aqui concluírem a escolaridade obrigatória.
Assim, a Assembleia da Freguesia de Ermesinde delibera:
– Manifestar a sua indignação pelo facto de não ser dado o passo necessário para que as instalações degradadas possam acolher, com o mínimo de dignidade os estudantes da nossa Cidade.
– Manifestar o seu desagrado por ainda não ter sido disponibilizado o prometido equipamento informático, que permita o mínimo de condições a alunos e professores, para uma aprendizagem que permita aos nossos alunos, atingir ainda melhores resultados;
– Lamentar o facto de, mais uma pausa letiva, sem que se preveja quaisquer intervenções de manutenção do edifício;
– Exigir ao Ministério da Educação respostas formais às nossas questões.
– Convidar o Exmo. Sr. Ministro da Educação a estar presente na Escola Secundária de Ermesinde no primeiro dia de aulas Ano Letivo».

Foi decidido enviar o texto desta moção ao executivo da Junta da Freguesia de Ermesinde, Câmara Municipal de Valongo, Assembleia Municipal de Valongo, Ministério da Educação e Ciência, Comunicação Social, Agrupamento de Escolas de Ermesinde e Associações de Pais do Agrupamento.

publicado por viajandonotempo às 10:17

Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


ÍNDICE DESTE BLOG:
Tags

todas as tags

pesquisar
 
mais sobre mim
contador
blogs SAPO