VIAJANDO NO TEMPO...e no espaço!

Fevereiro 29 2016

Esgotada a “primavera marcelista” surge nova vaga de prisões

d antonio ferreria gomes.gif

 D. António Ferreira Gomes, um dos presos políticos que pôde voltar a Portugal no período do "Marcelismo"

 

Há 46 anos depois de esgotada a esperança das mudanças anunciadas pelo novo Presidente do Conselho, Marcelo Caetano, assiste-se, em 17 de fevereiro de 1970, a uma nova vaga de prisões da responsabilidade da PIDE tendo sido presos alguns homens que lutavam pela liberdade, nomeadamente Raul Rego, Salgado Zenha e Jaime Gama.

A “Primavera Marcelista” que o novo chefe do governo fez crer ao povo como uma fundada esperança de mudanças estruturais na sociedade e política portuguesas, não passou afinal de uma “renovação na continuidade”.

É verdade que permitiu o regresso de algumas figuras da oposição, como Mário Soares e o Bispo do Porto, D. António Ferreira Gomes. Também deu luz verde à realização do Congresso da Oposição (em Aveiro) e seriam mesmo implementadas algumas medidas liberais. Fez-se a reforma da educação (com Veiga Simão, que aumentou o n.º de escolas); os trabalhadores rurais foram integrados na Caixa de Previdência; a Oposição Democrática pôde participar nas eleições legislativas de 1969; algumas personalidades mais liberais puderam integrar as listas do partido da “União Nacional”, como Pinto Balsemão e Sá Carneiro, a PIDE passou a designar-se DGS, a “União Nacional”, ANP (Ação Nacional Popular) e a “censura”, em nome de uma maior abertura passou a denominar-se “exame prévio”.

A “Primavera Marcelista” rapidamente esmoreceu e acabou rejeitada. Formaram-se partidos de esquerda; jornalistas progressistas fundaram o “Expresso” (que denunciava as arbitrariedades da ditadura); os estudantes universitários protestaram; a guerra colonial era contestada até pela Igreja e as dificuldades económicas, agravadas pelo aumento do preço do petróleo, deixaram antever um futuro revolucionário.

O impacto da guerra colonial revelar-se-ia fatal para o devir histórico da nação portuguesa. A guerra colonial para além de dar uma imagem negativa de Portugal, nas instâncias internacionais, significou um enorme esforço financeiro e humano. Cerca de 8 mil jovens morreram em combate e muitos mais ficaram feridos. A Igreja Católica dividiu-se: se, por um lado, a hierarquia se mostrava neutral, houve muitas figuras da Igreja que se manifestavam contra a continuação desta guerra, reconhecendo o direito à autodeterminação dos povos.

Verificada a impossibilidade das mudanças desejadas, demitem-se alguns deputados da “Ala Liberal” na Assembleia Nacional e a PIDE faz novas prisões políticas. É neste contexto que em meados de fevereiro de 1970, são detidas figuras ligadas à oposição. Raul Rego é uma delas. Nascido no concelho de Macedo de Cavaleiros, foi professor e um dos fundadores do Partido Socialista. Pertenceu à Ordem da Maçonaria Portuguesa, tendo chegado a Grão-Mestre, na era da clandestinidade. Famosa ficou a sua ligação à direção do jornal “República”, um dos órgãos de comunicação social que no ano de 1975 se bateu pela manutenção da liberdade política e de expressão.

Salgado Zenha foi outro opositor preso em fevereiro de 1970. Natural de Braga, frequentaria a Universidade de Coimbra, onde se formaria em Direito. Ligado ao Partido Comunista, em 1940, seria um dos fundadores do Movimento de Unidade Democrática, no pós Guerra (1945). Participou na candidatura do General Humberto Delgado à Presidência da República em 1958. Em 1973 é também fundador do Partido Socialista.

Também Jaime Gama, outra personalidade ligada ao Partido Socialista, é preso em 17 de fevereiro de 1970. Jaime Gama nasceu nos Açores, tendo feito o ensino liceal em Ponta Delgada. Cursou depois Filosofia na Universidade de Lisboa, tendo sido professor do ensino secundário e superior privado. Em 1973, já depois de ter sido preso várias vezes, foi também fundador do Partido Socialista. Oficial miliciano em 1974, participa nas operações revolucionárias do “25 de Abril”.

 

publicado por viajandonotempo às 20:58

Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


ÍNDICE DESTE BLOG:
arquivos

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Tags

todas as tags

pesquisar
 
mais sobre mim
contador
subscrever feeds
blogs SAPO