VIAJANDO NO TEMPO...e no espaço!

Junho 30 2018

Louvados pela seu desempenho em La Lys

O Regimento de Infantaria 14, com sede em Viseu, participou na Batalha de La Lys, que se deu no dia 9 de Abril de 1918, sob o comando do Major Vale de Andrade que ficaria ferido durante o combate. A verdade, porém, é que o Batalhão bateu-se muito bem, tendo retirado com 15 oficiais e 707 praças, tendo apenas como baixas 1 oficial e 66 soldados.

ACapitalN2793aN2822_0067_branca_t0.jpg

O jornal “A Capital”, do dia 27 de junho de 1918, publica na 1.ª página, vários louvores concedidos a oficiais e praças daquele Regimento, pelo desempenho e coragem que tiveram no campo de batalha naquele fatídico dia.

Assim, foram louvados: o tenente médico António Monteiro Leite e Santos porque «fazendo parte das forças de infantaria 14, em peleja, esteve fazendo curativos na propria linha de fogo durante parte do combate (…) demonstrando coragem, serenidade e zelo»; o alferes Cosme Pereira Lemos porque «demonstrou sempre muita coragem e elevadas qualidades militares combatendo n’um posto e, estando quase cercado, foi o ultimo que o abandonou»; o alferes miliciano Humberto Albanes Lopes d’Oleastro, porque no mesmo combate e «durante tres dias, conseguiu que as suas forças mantivessem o alinhamento na retirada da companhia, em linha de atiradores e marchando em cadencia durante os dias da marcha»; o alferes Abílio Adriano Branco porque «manifestou coragem, de maneira a merecer a admiração dos seus soldados em cujo animo incutiu o cumprimento do dever perante grande perigo»; o alferes António Gonçalves Pires porque «manifestou coragem e altas qualidades de commando incitando as praças do seu pelotão a manterem-se resolutas na frente do inimigo, fazendo com que todos o acompanhassem na perigosissima marcha pela estrada Oxford até estabelecer contacto com as forças em retirada»; o 2.º sargento, Leonídio d’Almeida e Silva, porque «quando lhe ordenaram que estabelecesse com duas ordenanças ligação com um pelotão foi ferido gravemente, tendo a noção completa do seu dever, apesar de tal, mostrando-o bem claramente (…) demonstrando muita coragem e serenidade em todo o combate e dedicação pelos chefes (…)»; o 2.º sargento, José Bernardino Cameira, porque «commandando o 2.º pelotão soube mantel-o, pelo seu exemplo, com a maior firmeza e decisão perante o inimigo que avançava, retirando ordenadamente com este, demonstrando muita coragem e elevados dotes de commando»; o 2.º sargento António Lopes Rodrigues porque «estando convalescente, logo que soube que a companhia marchara para a frente, voluntariamente se incorporou n’ella, assumindo o comando do seu pelotão que não tinha official, demonstrando muita coragem, dedicação pelo serviço e superior aptidão militar»; o 2.º sargento José Marques porque «com muita coragem e qualidades excepcionaes de commando, mandou um pelotão no avanço perigosissimo pela estrada de Oxford até estabelecer ligação com as forças em retirada, não se poupando ao perigo e animando os seus soldados com o seu exemplo»; o 1.º cabo, Guilherme Afonso porque «commandando uma secção soube manter e levantar o moral dos homens que commandava e exortando-os ao cumprimento do seu dever e porque tendo sido feridas algumas praças (…) voluntariamente as foi buscar, apesar do perigo, demonstrando dotes de commando»; o soldado António Rodrigues dos Santos porque «occupando o reducto perto do qual já se encontrava o inimigo, foi com a auctorisação do commandante do seu pelotão salvar um seu camarada de uma morte certa, fazendo-o conduzir até ao posto de soccorros, revelando coragem e altruísmo»; e o soldado José de Carvalho porque «apezar de ter sido ferido (…) manteve-se ao lado dos camaradas até à noite, baixando então ao hospital, demonstrando assim muita coragem e abnegação».

publicado por viajandonotempo às 21:23

Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


ÍNDICE DESTE BLOG:
arquivos

Junho 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Tags

todas as tags

pesquisar
 
mais sobre mim
contador
subscrever feeds
blogs SAPO