VIAJANDO NO TEMPO...e no espaço!

Abril 29 2009

 

 
Ainda no contexto da celebração dos 35 anos sobre a Revolução de Abril, acho que vale a pena reflectir sobre a Guerra Colonial Portuguesa (1961-1974) que está directamente ligada com a causalidade da Revolução Democrática Portuguesa.
 
Em 1961, um rol de acontecimentos marcou uma viragem no destino das colónias portuguesas.
 

 

  

OS PALCOS DA GUERRA
Angola (a 8.500 Km de Lisboa)
 
Foi a Guerra declarada contra o exército português, iniciada pelos militantes do MPLA (Movimento Popular para a Libertação de Angola) em Luanda, a 4 de Fevereiro e, a 15 de Março, a UPA (União das Populações de Angola), posteriormente denominada FNLA (Frente Nacional de Libertação de Angola). É o princípio de um conjunto de violentos ataques no Norte desta colónia. Anos mais tarde, já com a presença da UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola), começa uma luta de guerrilha.
No ano de 1961 Salazar irá proferir a máxima legitimadora da sua posição relativamente às rebeliões que se desencadeavam nas possessões portuguesas: "Para Angola, imediatamente e em força".
Milhares de soldados portugueses, como se vê no quadro que se segue, foram enviados para Angola.
 
E, como é óbvio, muitos milhares lá morreram:

 

 
Guiné (a 3.000 Km de Lisboa)
O conflito na Guiné-Bissau iniciar-se-á em 1963, com apenas uma organização política: o PAIGC (Partido Africano para a Independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde).
Também para esta província portuguesa o governo salazarista mobilizou milhares de jovens portugueses.
E também aqui se registaram muitos mortos:
 
Moçambique (a 13.000 Km de Lisboa)
 
 
Em 1964, é a vez da FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique) conduzir Moçambique também à guerra contra o domínio português.
Apesar de ficar a mais de 13 mil quilómetros de Portugal, também para lá seguiram milhares de combatentes portugueses.
E, também, mais uma vez grande número de soldados mortos em combate:
 
 
 
As três frentes de guerra provocaram fortes abalos nas finanças do Estado (houve anos em que mais de 40% do Orçamento de Estado eram despendidos com a Guerra), desgastando simultaneamente as Forças Armadas, ao mesmo tempo que colocava Portugal cada vez mais isolado no panorama político mundial. A nível humano, as consequências foram trágicas: um milhão e quatrocentos mil homens mobilizados, nove mil mortos e cerca de trinta mil feridos, além de cento e quarenta mil ex-combatentes sofrendo distúrbios pós-guerra.
Os efectivos em combate do lado português e do lado dos movimentos nacionalistas eram, segundo fontes militares, os seguintes:
A acrescentar a estes números há ainda que mencionar as não contabilizadas vítimas civis de ambas as partes.
Falta dizer que muitos dos soldados portugueses mobilizados para esta guerra profundamente injusta viram a sua vida académica, familiar e/ou profissional subitamente interrompida.
Talvez, assim, se fique a entender melhor a razão por que foram os "capitães" a fazer o "25 de Abril" de 1974.
publicado por viajandonotempo às 15:05

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


ÍNDICE DESTE BLOG:
arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Tags

todas as tags

pesquisar
 
mais sobre mim
contador
blogs SAPO